Quarta, 14 de Abril de 2021 11:51
61 98616-6793
Dólar comercial R$ 5,69 -0.56%
Euro R$ 6,8 -0.54%
Peso Argentino R$ 0,06 -0.66%
Bitcoin R$ 378.736,73 -0.315%
Bovespa 120.088,64 pontos +0.66%
Economia IRPF

Imposto de Renda 2021, especialista explica alterações de 2021

Já está disponível o programa de preenchimento do IRPF 2021, assim como o aplicativo, para IOS e, também, para Android

02/03/2021 18h26 Atualizada há 1 mês
62
Por: Redação
Divulgação
Divulgação

O recebimento das declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física IPRF) – ano base 2020, começa hoje, 1º de março, e vai até 30 de abril, às 23h59.  A Receita Federal estima que sejam entregues 32.619.749 declarações de Imposto de Renda este ano, cerca de 639.603 a mais do que no ano passado, sendo que 60% dos contribuintes tenham imposto a restituir, 19% imposto a pagar e 21% nem a pagar nem a restituir. Já está disponível o programa de preenchimento do IRPF 2021, assim como o aplicativo, para IOS e, também, para Android.

 

O contador e advogado tributário Renato Dias, diretor da R&F Contabilidade e Suporte Empresarial, explica que “é preciso reunir todos os documentos necessários para que a declaração seja feita da maneira mais funcional possível, além de estar atento às mudanças deste ano. Seguindo isso, não há chance de pagar multa por perder o prazo, ou não entregar a declaração. Os contribuintes que não conseguem essa organização sozinhos, devem procurar a ajuda de um profissional e não deixar tudo para última hora”, reforça Renato. 

 

Declaração simples e declaração completa

 

A Receita aplica um desconto de 20%, que é padrão, em cima de todos os rendimentos tributáveis. Já na modalidade completa, todas as possibilidades de abatimento do imposto são levadas em consideração, o que inclui os gastos com educação, saúde, além de dependentes, entre outros. Esse desconto de imposto poderá ser menor que 20% e a restituição poderá ser maior.

 

Quem deve declarar o IR?

 

- Quem recebeu renda tributável em 2020 superior a R$ 28.559,70;

- Já em relação à atividade rural, deve declarar quem obteve receita bruta superior a R$ 142.798,50;

- Ganhou mais de R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte em 2020 (rendimento da poupança ou indenização trabalhista, por exemplo);

- Encerrou 2020 com patrimônio superior a R$ 300.000,00;

- Recebeu auxílio emergencial em qualquer valor e outro rendimento tributável superior a R$ 22.847,76;

- Teve ganho de capital com venda de bens, realizou operações na Bolsa ou pretende compensar prejuízo com atividade rural;

- O contribuinte precisa declarar tudo o que pagou e o que recebeu em 2020. Dentre os ganhos, é preciso informar tudo sobre venda de bens, aluguéis, reformas em imóveis e despesas com construções;

- O contribuinte precisa informar todos os bens e direitos que são parte do seu patrimônio até o dia 31 de dezembro do ano- calendário, ou seja, ano de 2020. Devem ser colocados os valores de veículos e imóveis, independente do valor. Além disso, caso o contribuinte tiver outros bens, como joias ou quadros, com valor acima de R$ 5 mil precisam ser declarados;

- Até mesmo os ganhos isentos, como resgate do Fundo de Garantia do - Tempo de Serviço (FGTS), recebimento de herança e rendimentos provenientes de ações judiciais devem ser informados à Receita Federal.

 

Dedução do auxílio emergencial

 

As pessoas que receberam o benefício do governo pago em 2020 e que tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 22.847,76, devem apresentar a declaração de Imposto de Renda e devolver os valores recebidos do benefício. A Receita estima que cerca de 3 milhões de pessoas que receberam o auxílio tiveram ganhos acima do limite de rendimentos. Após preencher a declaração, o sistema apontará que os valores devem ser recebidos. Aqueles que receberam no ano passado somente o auxílio emergencial ou o benefício e os rendimentos tributáveis com o valor abaixo de R$ 22.847,76, não precisam entregar a declaração do Imposto de Renda.

 

Restituição do IR

 

São cinco lotes de restituição pagos a partir de maio e, ainda, em junho, julho, agosto e setembro. As datas são as seguintes:

 

- 1.º lote: 31 de maio de 2021

- 2.º lote: em 30 de junho de 2021

- 3.º lote: em 30 de julho de 2021

- 4.º lote: em 31 de agosto de 2021

- 5.º lote: em 30 de setembro de 2021

 

 

R&F Contabilidade e Suporte Empresarial

Endereço: Setor de Rádio e TV Norte – SRTVN – Asa Norte – Quadra 701, conjunto P, sala 2053

@rf.contabilidade 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Brasília - DF
Atualizado às 11h34 - Fonte: Climatempo
25°
Alguma nebulosidade

Mín. 14° Máx. 27°

25° Sensação
13 km/h Vento
54% Umidade do ar
67% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (15/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sexta (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias