banner ipe antigo - publicidade super banner 970x90 - 1
banner ipe brasilia - publicidade sua marca sendo vista - 970x90 - super banner 970x90
OPINIÃO

Partido Aliança pelo Brasil jaz natimorto

Partido que supostamente abrigaria o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é apenas uma tentativa de abrigar deputados Federais leais ao presidente

Mercuccio

Mercuccio Opiniões, entrevistas e análise do cenário político do Distrito Federal e Nacional.

12/02/2021 11h27Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
111

Aliança pelo Brasil é o grupo político que tenta se tornar um partido para abrigar o presidente Jair Bolsonaro. Quem está responsável pela coleta de assinaturas, em Brasília, é o empresário Luis Felipe Belmonte, vice-presidente Nacional da Aliança pelo Brasil.

Na abordagem é perguntado: “Você apoia Jair Bolsonaro?”, quando a resposta dada é sim, os colaboradores pedem o apoio para o preenchimento da ficha de criação do partido.

O nome do atual presidente vem sendo usado para facilitar o recolhimento das fichas de apoio com a promessa que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), irá compor a agremiação após sua criação, mas na verdade, Jair vem se articulando com Partido Progressista-PP e Republicanos. Segundo o site  O Antagonista (10/02), Bolsonaro vem se articulando com Adilson Barroso, presidente nacional do Patriota. 

“Não tem jeito de entregar o que o Bolsonaro quer. Ele quer o comando dos 27 diretórios, ele quer o comando da executiva nacional. Desculpa, não vai ter. Quem vai entregar? Quem vai ceder espaço para ele? Adilson está prometendo o que não pode entregar. Ele não manda mais. É uma ‘rainha da Inglaterra'”, afirmou um dos integrantes da cúpula do Patriota. (aspas do site o Antagonista)

Na verdade, a criação do Aliança pelo Brasil é uma tentativa de acomodar deputados Federais, fieis ao presidente da República, como a deputada Federal Bia Kicis (PSL-DF). 

 

Sobre Felipe Belmonte 

A revista Piauí (09/02) traz uma reportagem que integra o projeto Open Lux, do Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCRP), consórcio internacional de jornalismo investigativo. O jornal francês Le Monde obteve acesso ao banco de dados oficiais do governo de Luxemburgo com documentos sobre empresas registradas naquele país, conhecido paraíso fiscal, além dos nomes de quem se declarou beneficiário delas. O OCCRP organizou o material, analisado de modo colaborativo por jornalistas de dezessete veículos. A Piauí é o único veículo brasileiro.    

Segundo matéria: Organizador de novo partido de Bolsonaro, Felipe Belmonte, não declara empresa em Luxemburgo. Ativos de 110 mil também não foram informados ao TSE; Luis Felipe Belmonte, primeiro-suplente no Senado, disse que não informou valores porque não realizou movimentação financeira. 

Leia matéria na Integra aqui

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Brasília - DF
Atualizado às 15h28
22°
Pancada de chuva Máxima: 28° - Mínima: 18°
22°

Sensação

11.8 km/h

Vento

52.7%

Umidade

Fonte: Climatempo
banner ipe brasilia - publicidade 300x600
Banner - Utilidade Pública - Covid - 19 - GDF
Ex Data - Arranha Céu
banner ipe antigo - publicidade 300x250 - 1
Ex Data - Arranha Céu
Violência Contra a Mulher - 1
Municípios
Últimas notícias
O Studio F// Lab. Criativo - publicidade - 300x250
Mais lidas
Turquesa Esmalteria e Beleza Lago Norte - publicidade 300x250 - 4