banner ipe brasilia - publicidade sua marca sendo vista - 970x90 - super banner 970x90
banner ipe antigo - publicidade super banner 970x90 - 1
PESQUISA XP

Pesquisa XP Janeiro 2021: Avaliação positiva de Bolsonaro cai 6 p.p em janeiro, avaliação negativa sobe 5 p.p.

Pesquisa elaborada pela XP em pareceria com Ipespe.

Mercuccio

Mercuccio Opiniões, entrevistas e análise do cenário político do Distrito Federal e Nacional.

12/02/2021 09h35
Por: Mercuccio
84
PRESIDENTE JAIR BOLSONARO. FOTO: EVARISTO SÁ/AFP
PRESIDENTE JAIR BOLSONARO. FOTO: EVARISTO SÁ/AFP

A rodada de janeiro da pesquisa XP/Ipespe mostra que subiu de 35% para 40% a parcela da população que considera ruim ou péssimo o governo de Jair Bolsonaro, percentual semelhante ao do início da pandemia de coronavírus, em abril de 2020. Na outra ponta, os que veem a gestão como ótima ou boa passaram de 38% para 32%. É a primeira vez, desde maio do ano passado, em que há aumento no percentual dos críticos ao governo e redução no de apoiadores. É também a primeira vez, desde julho, em que a avaliação negativa supera a positiva. O movimento coincide com uma piora na percepção da atuação de Bolsonaro para enfrentar o coronavírus. São 52% os que a consideram ruim ou péssima, 4 pontos a mais que em dezembro.

A rodada de janeiro da pesquisa XP/Ipespe mostra que subiu de 35% para 40% a parcela da população que considera ruim ou péssimo o governo de Jair Bolsonaro, percentual semelhante ao do início da pandemia de coronavírus, em abril de 2020. Na outra ponta, os que veem a gestão como ótima ou boa passaram de 38% para 32%. É a primeira vez, desde maio do ano passado, em que há aumento no percentual dos críticos ao governo e redução no de apoiadores. É também a primeira vez, desde julho, em que a avaliação negativa supera a positiva. O movimento coincide com uma piora na percepção da atuação de Bolsonaro para enfrentar o coronavírus. São 52% os que a consideram ruim ou péssima, 4 pontos a mais que em dezembro.

A avaliação dos governadores, por sua vez, oscilou 1 p.p. para baixo no mês tanto no ótimo e bom, para 35%, quanto no ruim e péssimo (25%). A avaliação regular passou de 35% para 38%. Destaque para a melhora gradual, mas contínua, dos governadores da região sudeste, cuja aprovação passou de 23% em agosto para 32% agora.

Foram realizadas 1.000 entrevistas com abrangência nacional, no período de 11 a 14 de janeiro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Os entrevistados foram questionados sobre a disposição de se vacinar: 69% dizem que tomarão a vacina com certeza. Entretanto, entre os eleitores declarados de Bolsonaro em 2018, 58% afirmaram que irão se vacinar com certeza, enquanto 78% dos demais eleitores declararam tal intenção, uma diferença de 20 p.p.

Ainda em relação à pandemia, mantém-se em trajetória de alta desde outubro os que dizem estar com muito medo do coronavírus – são 42% em janeiro, ante 28% há três meses. Hoje, 56% acreditam que o pior ainda está por vir, contra 36% que dizem que o pior já passou. Cresceu também o percentual que diz ter intensificado o isolamento, saindo menos de casa do que nas últimas duas semanas: são 27% nessa condição, ante 21% na pesquisa de dezembro.

Em relação ao auxílio emergencial pago pelo governo até dezembro, 50% defendem que o governo recrie um benefício semelhante por mais alguns meses, embora apenas 27% digam acreditar que o governo tomará essa decisão – outros 47% acreditam que o governo não patrocinará uma nova rodada do pagamento.

A avaliação dos governadores, por sua vez, oscilou 1 p.p. para baixo no mês tanto no ótimo e bom, para 35%, quanto no ruim e péssimo (25%). A avaliação regular passou de 35% para 38%. Destaque para a melhora gradual, mas contínua, dos governadores da região sudeste, cuja aprovação passou de 23% em agosto para 32% agora.

Foram realizadas 1.000 entrevistas com abrangência nacional, no período de 11 a 14 de janeiro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Os entrevistados foram questionados sobre a disposição de se vacinar: 69% dizem que tomarão a vacina com certeza. Entretanto, entre os eleitores declarados de Bolsonaro em 2018, 58% afirmaram que irão se vacinar com certeza, enquanto 78% dos demais eleitores declararam tal intenção, uma diferença de 20 p.p.

Ainda em relação à pandemia, mantém-se em trajetória de alta desde outubro os que dizem estar com muito medo do coronavírus – são 42% em janeiro, ante 28% há três meses. Hoje, 56% acreditam que o pior ainda está por vir, contra 36% que dizem que o pior já passou. Cresceu também o percentual que diz ter intensificado o isolamento, saindo menos de casa do que nas últimas duas semanas: são 27% nessa condição, ante 21% na pesquisa de dezembro.

Em relação ao auxílio emergencial pago pelo governo até dezembro, 50% defendem que o governo recrie um benefício semelhante por mais alguns meses, embora apenas 27% digam acreditar que o governo tomará essa decisão – outros 47% acreditam que o governo não patrocinará uma nova rodada do pagamento.

 

ELEIÇÕES

 

A rodada de janeiro da pesquisa mostra ainda que Jair Bolsonaro segue à frente na disputa presidencial de 2022. Ele oscilou um ponto para baixo e atinge 28% das intenções de voto, à frente de  Sergio Moro (12%), Ciro Gomes (11%) e Fernando Haddad (11%). Atrás deles, aparecem Luciano Huck (7%), Guilherme Boulos (5%), João Doria (4%), João Amoêdo (3%) e Luiz Mandetta (3%).

Na pesquisa espontânea, quando não há apresentação de candidatos, Bolsonaro se mantém na liderança com 22% — ele tinha 24% no mês passado. De maneira pulverizada, a menção a outros candidatos passou de 15% em dezembro para 19% em janeiro.

Jair Bolsonaro, que vencia numericamente Moro no segundo turno no levantamento anterior por 36% a 34%, agora foi ultrapassado numericamente pelo ex-ministro, que bateria o atual presidente por 36% a 33%.

Bolsonaro vence numericamente em todos os outros cenários de segundo turno em que é testado. Bate Haddad por 42% a 37%, Ciro Gomes por 40% a 37%, Boulos por 44% a 31% e Huck por 38% a 34%.

Veja na íntegra aqui.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Brasília - DF
Atualizado às 04h06
18°
Alguma nebulosidade Máxima: 28° - Mínima: 17°
18°

Sensação

7 km/h

Vento

88%

Umidade

Fonte: Climatempo
Ex Data - Arranha Céu
Banner - Utilidade Pública - Covid - 19 - GDF
banner ipe brasilia - publicidade 300x600
banner ipe antigo - publicidade 300x250 - 1
Violência Contra a Mulher - 1
Ex Data - Arranha Céu
Municípios
Últimas notícias
O Studio F// Lab. Criativo - publicidade - 300x250
Mais lidas
Turquesa Esmalteria e Beleza Lago Norte - publicidade 300x250 - 4