banner ipe antigo - publicidade super banner 970x90 - 1
banner ipe brasilia - publicidade sua marca sendo vista - 970x90 - super banner 970x90
UNB

Nota da Chapa Somar 86 - Sufrágio UNB

A Somar 86, da professora Márcia Abrahão e do professor Enrique Huelva, repudia veementemente a divulgação de notícia que associa a chapa a fraude no processo de consulta à comunidade acadêmica.

26/08/2020 13h56Atualizado há 4 semanas
Por: Redação
Fonte: Chapa Somar 86
2.202

Nossa redação recebeu uma Nota oficial da Chapa Somar 86, referente à matéria:  Sufrágio na UNB, pode estar sendo fraudado.

Segue na íntegra:

NOTA - Chapa Somar 86

 

A Somar 86, da professora Márcia Abrahão e do professor Enrique Huelva, repudia veementemente a divulgação de notícia que associa a chapa a fraude no processo de consulta à comunidade acadêmica. 

 

Não é verdadeira a informação de que nossos apoiadores estejam utilizando logins de estudantes indígenas para fraudar a votação. A afirmação de que isso estaria ocorrendo, baseada em "denúncia anônima" e um print descontextualizado tirado de um grupo de WhatsApp, é desonesta e atinge não apenas a chapa, mas também os estudantes indígenas. Fora isso, a frase pinçada apenas reitera recomendação anunciada publicamente pela Comissão Organizadora da Consulta (COC) para orientar o processo de votação.

 

Além de se tratar de denúncia mentirosa, a condução do tema pelo veículo que primeiro espalhou tal "notícia" é extremamente duvidosa. O site em nenhum momento procurou a chapa Somar para esclarecimentos, apenas difundiu a manchete como se verdade fosse. 

 

É lamentável que veículos de imprensa se prestem a divulgar denúncias anônimas sem se preocupar em checar as informações e ouvir o outro lado. Além de antiético, isso contraria os princípios básicos do jornalismo e, consequentemente, prejudica a democracia.

 

Chama a atenção que duas das chapas concorrentes (81 e 89) tenham entrado com recurso idêntico sobre esse caso junto à COC. A acusação será devidamente respondida. A chapa Somar tomará as medidas judiciais cabíveis. A consulta para reitor/a da UnB é um processo legítimo. Não serão tentativas desesperadas e caluniosas  que irão atrapalhar a democracia e a autonomia da universidade.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias