Quinta, 26 de Maio de 2022 21:36
61 98616-6793
Entretenimento TEATRO

Casa de Cultura Telar desembarca em Escolas Públicas de Sobradinho, Fercal e Lago Oeste com o espetáculo Encontro de Angoleiros (Resiliência Negra)

A estreia está marcada para esta quarta-feira (6), na Escola Classe Basevi de Sobradinho, integrando capoeira, dança e cultura afro-brasileira.

06/04/2022 14h26 Atualizada há 1 mês
104
Por: Redação
Divulgação
Divulgação

Que navio é esse que chegou agora? É o navio negreiro com os escravos de Angola. Aqui chegando não perderam a sua fé, criaram o samba a capoeira e o candomblé”. Embalados neste movimento de ancestralidade que os alunos das escolas públicas de Sobradinho, Sobradinho 2, Fercal e Lago Oeste receberão um espetáculo lúdico e artístico integrado de capoeira, dança e cultura afro-brasileira.

 

A Casa de Cultura realizará uma série de apresentações nos meses de abril e maio, com estreia marcada para esta quarta-feira (6) na Escola Classe Basevi de Sobradinho. Serão mais de quinze escolas selecionadas pelo projeto do Instituto Casa da Vila, com fomento da Secretaria de Cultura e Economia criativa do DF. Uma das responsáveis pelo projeto e presidente do Instituto Casa da Vila, Camila Palatucci acredita que o espetáculo irá ampliar a visão de mundo e aproximar as crianças da Cultura Africana. “O espetáculo é mais que uma apresentação capoerística. É uma imersão na cultura brasileira e culturas de matrizes africanas”, disse em nota.

 

A programação contará com Orquestra de Berimbaus, Capoeira Angola, Puxada de Rede, Dança do Bastão e Maculelê, modalidades específicas trabalhadas pelo grupo, a capoeira angola. Também chamada de “capoeira mãe”, o jogo de Angola, é a origem dessa prática cultural que mescla luta, dança, musicalidade, percepção de coletivo e filosofia de vida, sendo considerada a prática que mais se aproxima daquela executada pelo povo africano trazidos para serem escravizados.

 

Lançamento das Oficinas Presenciais de Capoeira Angola

 

A escolha da Escola Classe Basevi para estreia do espetáculo não é por acaso, a escola foi selecionada para receber também oficinas presenciais de Capoeira Angola. O espetáculo será uma forma apresentar a vertente capoerística para as crianças e convidá-las para as aulas presenciais.

 

As oficinas acontecerão todas as quartas e sextas, sempre a partir das 14h com atendimento de 120 crianças a partir de 7 anos de idade. Ministradas por Luiz Claudio de Oliveira França (Minhoca), responsável pelo trabalho dos Angoleiros do Sertão em Brasília, os alunos aprenderão movimentos, acrobacias e golpes capoerísticas do básico ao intermediário, além de instruir-se sobre a história e evolução da Capoeira Angola e seu contexto sociocultural brasileiro.

 

A comunidade também poderá participar das Oficinas presenciais. O projeto abre um horário à noite para atender jovens e adultos todas as segundas, quartas a e sextas às 19h, na Associação dos Moradores da Vila Basevi.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Brasília - DF
Atualizado às 21h20 - Fonte: Climatempo
19°
Poucas nuvens

Mín. 14° Máx. 27°

19° Sensação
9 km/h Vento
68% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (27/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 27°

Sol com algumas nuvens
Sábado (28/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 28°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias